9 de dezembro de 2011

tRisteZa natalíCia

Imagem daqui.
Às vezes, tenho que ir buscar forças lá não sei onde, para aparentar estar um bocadinho feliz com a conjectura actual. 
Mas outras vezes, é mais fácil chorar para descomprimir e revelar o que na realidade me mói por dentro, até a barragem da paciência esvaziar, voltar a encher e voltar a rebentar. É do tipo ciclo da chuva. Existe sempre a fase em que o céu está limpo.

O tpm dá-me para as verdades da alma. 
Estou mesmo triste.

1 comentário:

  1. Daniela, como em tudo na vida: incha, desincha e passa! Alegria, rapariga!!

    ResponderEliminar

Diga, diga, sou toda "ouvidos" !

Ocorreu um erro neste dispositivo

quem cá para...