18 de outubro de 2012

sensações boas

Passo a passo e momento a momento, cada vez mais me identifico com as ideias Budistas.
Confesso até que me custa assumir que me esteja a agarrar a qualquer tipo de filosofia, mas afinal de contas também existem as não-filosofias, o não se agarrar a nada.

Mas porquê não "deixar entrar" pensamentos que até me fazem sentir bem? Dado que eu até já sou uma pessoa feliz por mim mesma. 
É isso. Já tenho as sapatilhas calçadas e o corta-vento vestido. Vou correr um bocadinho por baixo desta chuva miudinha. 
E assim, nesta sala onde estou sozinha a olhar para o mundo lá fora, cinza claro e chuvoso, ocorre-me uma constatação. Eu gosto muito de trabalhar e gosto do que faço. De todas as coisas que faço. Isso é muito reconfortante. 

(ps: dear Kelle, se vires passar uma miúda de trança e corta-vento fuchia, possivelmente serei eu.)
Vou correr. Estou cansada, mas apetece-me. Apetece mesmo!

4 comentários:

  1. A chuva afasta-me da rua, hoje corro no sótão :) Boa corridinha, debaixo de chuva tem dias que sabe bem!

    ResponderEliminar
  2. Podes crer que é. Trabalhar torna-se um prazer.

    ResponderEliminar
  3. Gostavas de sentir paz comigo mesma mas ultimamente não tem sido fácil.

    ResponderEliminar
  4. Que saudades das minhas corridas...
    Bom fim-de-semana!
    Beijinhos

    ResponderEliminar

Diga, diga, sou toda "ouvidos" !

Ocorreu um erro neste dispositivo

quem cá para...