19 de abril de 2012

triSte...

Às vezes também me sinto triste. Muitas raras as vezes. Mas sinto. Como se quisesse fazer tanta coisa ao mesmo tempo, como se tivesse tanto para dar e as coisas não desenvolvessem, não andassem para a frente, não passassem para outro nível. A verdade é que desanimo. Tenho o meu emprego, faço uns biscates nas explicações e ainda uns trabalhos de projecto por fora e mesmo assim não tenho "a" estabilidade. Tenho que estudar para o fazer o ielts e sair deste país. É desanimante gastar 10 euros de gasolina de dois em dois dias, é desanimante saber que tudo vai subir de preço. Isto é tudo sobreviver para trabalhar e trabalhar  para sobreviver. Se gosto do que faço? Gosto. Muito. Mas sinto-me cansada. Precisava de apoio, de projectos, de objectivos. Preciso de um objectivo fixo que queira atingir. Em conjunto. Preciso muito de demonstração de vontades e empenhos em se fazer alguma coisa, alguma mudança, pois sozinha ... é triste.
Imagem tirada daqui.

3 comentários:

  1. As coisas estão difíceis, mas o que é verdadeiramente aliciante é o facto de sermos capazes de nos adaptarmos a elas com mais ou menos dificuldade. E tu, pelo que leio, pareces-me uma vencedora, logo... não desistas nunca. O caminho é sempre para a frente. Seja a coxear ou a rastejar, sigamos sempre no mesmo sentido até ao fim.
    E olha que eu estou melhor que tu: não tenho carro, não tenho emprego nem namorada. Não tenho carro porque sou pobre e porque realmente prefiro andar mais e recorrer aos transportes públicos se for necessário, não tenho emprego porque me desempreguei e voltei a estudar (estou a tirar o meu terceiro curso) e não tenho namorada... bem, porque sou feio e mau. :P
    Coragem, amiga!

    Beijinhos. :)

    ResponderEliminar
  2. Sinto o mesmo desânimo. Muitos são os dias em que me apetece desistir de tudo e encontrar um trabalho fora da minha área, que me permita passar o mês sem contar os tostões...mas infelizmente isso aqui pelo belo Portugal já não existe! Mas há que ter coragem! Tudo se arranjo lá no final...é o que dizem e eu quero muito acreditar! Coragem!

    ResponderEliminar
  3. O my dear, don't be silly! Things will change! In a few months you will be here in London with me walking around Big Ben, drinking a coffe and laughing a lot!

    Be brave!

    Love you (L)

    ResponderEliminar

Diga, diga, sou toda "ouvidos" !

Ocorreu um erro neste dispositivo

quem cá para...