10 de janeiro de 2012

do quE sE gosTa de faZer

SE me pagassem para "estudar", ou executar trabalhos de análise, mas de uma forma fixa, um trabalho de ordenado ao fim do mês garantido e não só em tempos de apertos juvenis... deixava tudo onde estou e passava as 10h (?) horas laborais numa biblioteca, ao computador, a ler, a escrever, a esboçar, a por no papel. Juro. É o "que eu gosto de fazer". E, tal como na arquitectura, posso fazer em qualquer lado. Em qualquer país (abençoada internet).   (*)
Estou cansada. Foram 10 horas em gabinete em trabalho de contabilidade de fecho do ano, facturas, recibos, contas, ivas, all day long e, para meu espanto e graça divina, avizinham-se 3 noites. 3 trabalhos escritos. Todos muito agradáveis de se fazer. Todos de história. Daaam gooooood, daaaam tired.
(*) mesmo que se vá para outro país meu amor. Vamos fazer as malas? Por favor?

3 comentários:

  1. Desejo-te muito boa sorte e, se sempre fizeres malas escolhe bem a cidade para onde queres ir!

    ResponderEliminar
  2. Eu sou como tu! Se abríssemos uma empresa de consultoria talvez tivéssemos sucesso!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Eu também sou um bocadinho assim, mas consegui arranjar um trabalho que também me enche as medidas..

    kisses***

    ResponderEliminar

Diga, diga, sou toda "ouvidos" !

Ocorreu um erro neste dispositivo

quem cá para...