7 de dezembro de 2011

Sentimentos

Não consigo não ficar um pouco triste com esta "quadra festiva". Faz exactamente dois anos que foi diagnosticado cancro pulmonar e mestastases  no cérebro ao meu pai, na altura com 49 anos. Foi um Natal difícil, mas, apesar de tudo (das paragens motoras e das amnésias constantes), a família estava confiante que aquilo ia sarar. E, a partir da passagem-de-ano, (que não passei em casa e de que às vezes ainda me aperta o coração lembrar-me disso), foi a queda total. Aguentou-se mais uma semana. Podendo não parecer, penso nele todos os dias, em várias situações. Não sou menina de manifestar muitas emoções de "dor", mas não significa que as não tenha. (Este orgulhinho prepotente que me assola o signo...)

4 comentários:

  1. Um beijinho, querida!

    Vi logo que eras tu :)

    **

    ResponderEliminar
  2. Essa é uma dor demasiado grande para não a partilhares... lamento saber.

    ResponderEliminar
  3. Olá Daniela ;)
    Nunca vi o Lago dos cisnes como referi é o primeiro bailado que vou ver, e as minhas unhas não são de gel, são verdadeiras ;)

    Beijinhos

    ResponderEliminar

Diga, diga, sou toda "ouvidos" !

Ocorreu um erro neste dispositivo

quem cá para...