6 de janeiro de 2013

que fófice!

Não sou daquelas pessoas que choram por este ou aquela irem embora. (De uma cidade, emprego etc)
Aliás, até acho um pouco forçado que isso aconteça. Principalmente quando não se é amigo-"amigo". Se se quer manter o contacto trocam-se nºs de telemóvel e combinam-se coisas. Certo? Se sinto falta das pessoas? Sim. Mas só de algumas. E com essas comunico. 
(Detesto lamechices sem sentido emocional de fundo verdadeiro, shame on me...)

Mas, contudo, fico lamechas com este tipo de notícia:
"

Gato deixa todos os dias um presente na campa do dono

04/01

2013

às 20:47

A história de um gato que todos os dias deixa um presente na campa do dono, que morreu há mais de um ano, está a apaixonar a população da pequena cidade de Marliana, na Toscânia (centro de Itália).

“Todos os dias, ele traz pequenos objetos, galhos, folhas, palitos, copos de plástico”, contou, à AFP, Ada, a viúva de  Iozelli Renzo. “Às vezes, ele vai comigo. Outra vezes, vai sozinho”.

Toldo, um gato cinzento e branco, de três anos, participou no funeral do dono, em setembro de 2011, e, desde então, visita a campa todos os dias.

Nos últimos dias, devido ao frio que se faz sentir, Toldo tem-se sentido mais cansado. “Ele não saiu muito estes dias, porque está constipado”, explicou Ada."
Retirado daqui, JN


Que coisa fofinha páh! (A ser verdade claro...)

2 comentários:

  1. Oh pá... os gatos são realmente uma das melhores coisas do mundo. Ainda dizem que são seres interesseiros e nada fieis.

    ResponderEliminar

Diga, diga, sou toda "ouvidos" !

Ocorreu um erro neste dispositivo

quem cá para...