27 de março de 2012

mudanÇas...

Amanhã mudamos de casa. 
Por todas as mais variáveis razões (que podem ver no separador casa). Já não somos estudantes há mais de 2/3 anos, apesar de termos um ritmo muito estudantil. A verdade é que já cansa viver em comunidade em que deixam louça por lavar, em que a wc fica um nojo, em as namoradas de alguns não entram nas contas mas tomam banho, em que ninguém se preocupa em dar comida ao gato e separar a reciclagem. 
A mim não me custa muito sair dali porque nestes últimos 4 anos já mudei de casa mais que 8 vezes. Tudo por motivos profissionais e uma por motivo pessoal. Acredito que ao meu namorado custe mais. São anos e anos com aquele grupo, onde ele é agora o mais velho, onde outros foram saindo, porque arranjaram emprego fora, porque decidiram viver com as respectivas, porque decidiram que já chega de boa vida.
Eu sei que custa tomar esta decisão. É como dizer "a partir de agora sou adulto". Mesmo que já trabalhasse. Mesmo que já tenha 28. E sei que de certa forma lhe custa dar este passo. 
Não quer dizer que a mudança seja para muito melhor, vai ser mesmo um "tentar". Quando o meu pai faleceu, foi passada metade da casa para a minha mãe e a outra metade para  mim e para o meu irmão. Mas a minha mãe por motivos diversos não quis mais habitar ali. Assim sendo, eu e o meu irmão "temos" uma casa com jardim, com dois andares. Andares esses perfeitamente habitáveis, mobilados  e separáveis entre si. Seria como se fossem dois apartamentos. Com direito a sofás, forno, meo, internet, lareira, casas-de-banho onde não falta o gás, máquina-de-lavar e secar, jardim, horta, bicicleta, estacionamento e espaço para os gatos e para a cadela e o cão, ginásio ali ao pé, padaria, café, treinos de futebol... e a dez minutos/dez quilómetros da zona onde estávamos a viver.
Sim, tem boas condições. Devem saber que viver na aldeia dos arredores confere uma qualidade vida boazinha...  Gosto muito do meu irmão, temos uma boa relação. Não sei como é que isto vai correr. Seja como for, é uma situação temporária. O objectivo era não ter mais despesas (de pagar quarto), para podermos poupar e ir para fora de Portugal mas mantendo sempre esta habitação como local seguro para voltar.
Mas sim, compreendo que o meu namorado esteja nostálgico já. Mas tento sempre mostrar-lhe que isto não é o fim do mundo e o que não faltam são T1's para alugar caso não se sinta integrado por lá nos entretantos... 



5 comentários:

  1. Bom... mas vão viver apenas os dois ou vão viver com outras pessoas? Sei que é difícil mudar, mas nessas condições é impossível viver.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Iremos morar os dois no andar de baixo e o meu irmão e namorada no de cima. (Onde já estão). Se bem que o mais certo é jantarmos e jogarmos poker todos juntos.

      Eliminar
    2. Então o namorado está triste porquê? É muito melhor para vocês, têm privacidade e continuam a ter companhia.

      Eliminar
  2. realmente mudares agora para a casa que o teu pai te deixou e' a melhor opcao. Consegues poupar mil vezes mais e num instante ja tens dinheiro para vires para Londres. Ca te espero ahaha
    PS: realmente haver aqui disney e' muito bom e foi uma descoberta que fiz ha muito pouco tempo!

    ResponderEliminar
  3. às vezes ter a noção de que se está a crescer pode ser um bocadinho doloroso!

    ResponderEliminar

Diga, diga, sou toda "ouvidos" !

Ocorreu um erro neste dispositivo

quem cá para...