13 de dezembro de 2011

Passar a PenTe FiNo...


Bom dia!
Hoje, logo pela matina, mandei uma mensagem ao meu "aluno" a dizer que ainda lhe estava a "passar a tese a pente fino". O jovem estava com pressa, deve pensar que catar erros e alinhamentos, espaçamentos e vírgulas, verificar citações e ilustografia se faz num dia. Não, não , não. Então eu que sou toda "cominhosa" se o texto não estiver bem alinhado. E se o espaçamento não for o correcto em todas as 150 páginas quase me ocorre um enfarte no miocárdio. (Que exagero Maria). Agora é aquela parte em vocês pensam que sofro de um distúrbio obsessivo compulsivo. Nem por isso... Tenho os pratos na cozinha todos misturados e canecas juntas com copos. Coisa impossível para quem sofre de tal mal.
Mesmo assim, lembrei-me de vir aqui escrever que, "passar a pente fino", faz-me logo um balão de imaginação a pairar em cima da cabeça com uma mãe a passar o pente dos piolhos no seu rebento". A vocês não? Eu estou com o pente na mão e 150 folhas no portátil. Vamos a isso.

2 comentários:

  1. Uiu ... mas que belo entretei tens tu em mãos e em olhos...

    Bjstos
    Bom dia

    ResponderEliminar
  2. É preciso é coragem :=) Eu também sou dessas que me arrepio de ver uma frase sem alinhamento, tamanhos diferentes, espaços antes das vírgulas, frases sem pontos finais. Vá, um enfarte do miocárdio não, mas às vezes quase que me salta uma veia da cabeça!

    ResponderEliminar

Diga, diga, sou toda "ouvidos" !

Ocorreu um erro neste dispositivo

quem cá para...