7 de dezembro de 2011

Con(viveR)

Morar com outras pessoas é mau. Principalmente para o meu cortex cerebral. Dá-me a urticaria de pensar em fogões sujos, em louça nas bancadas e restos de comida no lavatório. SIM, NO LAVATÓRIO. 
Detesto. É das coisas que mais me atormenta naquela casa. Ando mortinha para que o meu homem arranje emprego e se oriente para nos podermos orientar, já estamos mais que na idade. Aliás, do meu ponto de vista até já passamos da idade. 28 anos não é altura de estar a morar com colegas, sendo a maioria "estudantes pagos." Com 28 já devíamos era pensar muito mais à frente. Este espírito estudantil já não é para mim. Sei que muitas pessoas nem chegam a ter a oportunidade de viver com o companheiro antes de casar, (errado! muitos divórcios-aliás, casamentos, seriam poupados.), alguns nem dividem sequer quarto com os ditos mas, isto já me sabe a pouco.
Anseio pelo dia em que possa ter uma cozinha só para mim, com os meus gadgets. (Sim, eu adoro gadgets! E toalhas bonitas de cores lisas, e copos altos e de cores e pratos de marca, entenda-se por marca gato preto ou zara home.) Por ter as especiarias e os cereais em frascos de vidros e aventais pendurados sem que sirvam de "pano-de-mãos". Se me sinto "avançada" profissionalmente em muitas coisas, em comparação com muitos amigos meus, da faculdade e da terriola, neste aspecto sinto-me cá bem para o fundo , pois já todos eles já juntaram os tapawares. Aliás, já os espalharam pois não têm que dividir armários nem frigoríficos com ninguém. Quero tanto comprar uma máquina de lavar louça, um forno, e formas de bolos e..."não posso". f%#"&-/)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Diga, diga, sou toda "ouvidos" !

Ocorreu um erro neste dispositivo

quem cá para...